Quem sou eu

Meu nome é Débora Menezes. Sou jornalista e educadora ambiental, e mestra em Divulgação Científica e Cultural pelo Laboratório de Jornalismo Avançado da Universidade Estadual de Campinas (Labjor-Unicamp). Atualmente coordeno a Educom Verde Comunicação e Educação Ambiental, e sou facilitadora voluntária da Rede Amazonense de Educação Ambiental (RAMEA). Mantenho, há 10 anos, o blog Educom Verde, e criei uma página com artigos e outros trabalhos acadêmicos no site Academia.Edu.

Vivo em Manaus (AM) desde fevereiro de 2016; cheguei como coordenadora do programa Gente Para Conservação, da Fundação Vitória Amazônica (FVA). para atuar em ações de educação e mobilização em um centro de atividades em Novo Airão (180 km de Manaus). Lá criei a Rede de Jovens Comunicadores dos Rios Jaú e Unini, orientando jovens da Reserva Extrativista do Unini e Parque Nacional do Jaú a utilizarem videos, áudios e fotografias para a revisão do plano de manejo do parque. Também mobilizei a realização de eventos ambientais, como a 1a Semana de Agroecologia e Agricultura Familiar de Novo Airão.

Antes de mudar para Manaus, fui formadora de Educomunicação junto à Prefeitura Municipal de São Paulo, dando aula para professores da rede e orientando educadores indígenas da etnia guarani mbyá a produzirem mídias. Paralelamente, no mestrado, realizei um estudo de caso sobre a interface entre a educação ambiental e a comunicação na Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra da Mantiqueira.

Meus trabalhos como consultora mais recentes: para o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Ministério do Meio Ambiente (MMA), em projetos envolvendo essas temáticas, e o desenvolvimento de plano de Comunicação sobre o cadastro Ambiental Rural (CAR), junto ao Serviço Florestal Brasileiro (SFB). Sempre como facilitadora e utilizando princípios da Educomunicação.

Vivi na Bahia entre 2009 e 2012, atuando como consultora de educomunicação junto a pescadores e indígenas do Parque Nacional do Descobrimento e Reserva Extrativista Marinha do Corumbau, no Extremo Sul do Estado. Também coordenei a o planejamento de Educomunicação do PEAMSS - Projeto de Educação Ambiental e Mobilização Social em Saneamento. Em 13 municípios baianos, fizemos oficinas de educação ambiental, educomunicação, jornais comunitários e mais de 30 programas de rádio.

Ainda na Bahia, atuei no desenvolvimento de diagnósticos socioambientais e construí o projeto Mobilização e Planejamento de Comunicação Para o Conselho do Parque Nacional do Pau Brasil, criado por mim e com recursos captados junto ao Programa Corredores Ecológicos. Na primeira fase, realizada no primeiro semestre de 2011, foram realizadas formações com o conselho consultivo deste parque, que fica em Porto Seguro (BA), incluindo oficina de planejamento de comunicação. 

A parceria com o Instituto Supereco, no litoral de SP, foi minha primeira atuação profissional como coordenadora de educomunicação, em 2008.

Antes disso, passei alguns anos viajando pelo Brasil para avaliações e reportagens sobre turismo em publicações como  o Guia 4 Rodas e revista Caminhos da Terra, e também escrevi reportagens sobre educação para a revista Nova Escola.

Ainda fui voluntária de ONGs e projetos envolvendo comunidades caiçaras no litoral de São Paulo (Vale do Ribeira) e Rio de Janeiro (Paraty), onde escrevi o capítulo sobre turismo na então Reserva Ecológica da Juatinga, no plano de manejo da Área de Proteção Ambiental Cairuçu. 

EDUCOM VERDE COMUNICAÇÃO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL